O atual cenário do mercado não é muito favorável a empresas que mantém seus maiores esforços no segmento dos computadores. Um exemplo bem claro disso está na Intel — uma das maiores fabricantes de processadores do mundo —, que vem sofrendo bastante com perdas financeiras nos últimos anos. Não estamos falando apenas de menores lucros no nicho de PCs, mas também de prejuízos em outras plataformas.

No mercado de portáteis é que isso fica mais evidente. Em 2013, a divisão de chips mobile da Intel encerraram o ano com perdas de US$ 3,15 bilhões — resultados piores do que os conseguidos no ano anterior, quando a divisão da fabricante amargou prejuízos de US$ 1,78 bilhão. Tudo isso está explicitado no relatório anual de finanças que a Intel divulga para imprensa e investidores.

(Fonte da imagem: Reprodução/Intel)

Mesmo com as perdas, a empresa deve manter os investimentos no segmento mobile, uma vez que isso pode resultar em bons frutos no futuro — sem falar que a Intel está longe de prejuízos totais, uma vez que os lucros em outras divisões superam os prejuízos dos portáteis. Será que algum dia os processadores para smartphones e tablets da Intel vão superar os principais rivais do mercado?

Cupons de desconto TecMundo: