Fugindo da sua lógica padrão de anúncios, a Intel adiou a chegada da próxima geração de processadores com litografia de 10 nanômetros, componentes que eram esperados para este ano em desktops e notebooks.

Apesar de ser um tanto decepcionante para o consumidor que aguardava pelos novos chips, essa decisão foi necessária, uma vez que as fábricas ainda não estão preparadas para essa evolução.

O pior é que, até agora, a companhia não se pronunciou quanto ao desenvolvimento dos novos modelos, tampouco deu uma previsão para a chegada das novas arquiteturas. Felizmente, o pessoal do fórum do site AnandTech conseguiu um cronograma que nos dá algumas pistas sobre os próximos passos para o setor de portáteis.

A primeira informação pertinente revelada na imagem diz respeito à chegada da série de produtos Cannon Lake —  que supostamente serão os primeiros com litografia de 10 nanômetros — já no fim do ano que vem. Todavia, ao contrário do que se imagina, a Intel não deve trazer esses chips para a linha H, que é composta por produtos mais robustos.

Para atender à demanda de notebooks que exigem maior desempenho, a Intel deve continuar com a série Kaby Lake (que chega para o consumidor no fim de 2016) até o começo de 2018, quando finalmente conheceremos a série Coffee Lake. Estes devem ser os primeiros processadores de seis núcleos para portáteis.

É interessante notar que os processadores Cannon Lake serão voltados para portáteis com tela destacável, em configurações sem ventoinhas.  Apesar de ser uma notícia animadora, é importante notar que os planos podem mudar até que a companhia resolva se pronunciar oficialmente. Além disso, por ora, não temos nenhuma especificação, muito menos detalhes sobre a chegada desses produtos para desktops.

Cupons de desconto TecMundo: