De acordo com estimativas da eMarketer, especializada em mercados digitais, a forte demanda para os novos produtos publicitários do Instagram vai levar a rede social a atingir uma receita total de anúncios de dispositivos móveis no valor de US$ 595 milhões até o fim de 2015. Ainda segundo o estudo, a expansão deve continuar ao longo dos próximos anos e chegar a US$ 2,81 bilhões em 2017, superando os rendimentos de publicidade mobile da Google e do Twitter.

Caso as previsões se tornem realidade, a receita de anúncios da rede de fotos vai passar a representar 10% dos rendimentos globais do Facebook, que comprou o Instagram há algum tempo. Hoje, o serviço de fotografias não trabalha com publicidade para computadores desktop e a eMarketer fez suas estimativas pensando apenas nos valores referentes ao smartphones e tablets.

A pesquisa ainda ressalta que, embora a maior parte desse dinheiro seja recebido pelo Instagram dentro dos Estados Unidos, a fatia de receita vinda de outros países deve crescer ao longo dos próximos anos. Atualmente, a rede social disponibiliza seus produtos publicitários somente em sete mercados de fora dos EUA, incluindo Alemanha, Austrália, Brasil, Canadá, França, Japão e Reino Unido.

Explosão populacional

A quantidade de usuários do Instagram nos Estados Unidos cresceu 60% em 2014, chegando ao total de 64,2 milhões de pessoas cadastradas e ultrapassando o total do Twitter (48,4 milhões nos EUA), que até então era a segunda maior rede social do país. De acordo com as previsões da eMarketer, o número de usuários norte-americanos do serviço de fotos deve chegar a 111,6 milhões em 2019 – mais de um terço da população da terra do Tio Sam.

O que você acha das publicidades no Instagram? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: