Novos horizontes estão sendo de fato inaugurados pelas miraculosas impressoras 3D. Além de possibilitarem, por exemplo, a criação de próteses cranianas, estes equipamentos agora podem executar impressões com materiais pastosos. E esta ação é possível graças ao desenvolvimento de um acessório bastante versátil. Criado por Charles Mire, John Mardlin e Android Finkle, o Discov3ry Extruder pode ser calibrado para trabalhar com uma miríade de materiais de consistência pastosa.

Massa corrida, silicone e até mesmo ingredientes de cozinha (como Nutella) são alguns dos “tipos de tinta” que o acessório suporta. Ao conquistar mais de US$ 60 mil dos US$ 30 mil visados junto ao Kickstarter, a empreitada começa a ganhar popularidade. Compatível com a maioria das impressoras 3D atuais, a extensão Discov3ry Extruder custa US$ 249.

“Imprimir com materiais pastosos é uma dificuldade. E diversas tentativas de impressão desse tipo foram feitas anteriormente. [O desenvolvimento do produto foi possível] graças à concentração da equipe em reinventar apenas as partes que são utilizadas pela impressora durante o processo – o que deixou a impressão mais rápida, resultando, assim, na criação de uma extensão melhor”, dizem os desenvolvedores.

Vários tipos de tubos, seringas e pontas para impressão compõem o conjunto do acessório Discov3ry Extruder. Para que o mecanismo trabalhe de forma adequada, calibragens específicas precisam ser feitas (definir o perfil das substâncias é um dos ajustes que deve ser executado). A versátil e ousada extensão será lançada oficialmente em outubro. Mais informações sobre o projeto que acaba de sair do papel podem ser conferidas por meio deste link.  

Cupons de desconto TecMundo: