A Philips realizou na manhã desta quinta-feira (1º), durante coletiva de imprensa na IFA 2016, o anúncio global da primeira TV com painel OLED da marca.

A tecnologia aprimora os níveis de preto exibidos na tela, além de ter como destaques o contraste, as cores e a reprodução de movimento em relação às telas LED/LCD. 

O novo modelo 901F, de 55 polegadas, tem resolução Ultra HD (4K), tecnologia HDR, Ambilight nos três lados, sistema de som com um soundbar de alumínio integrado à TV e design refinado.

Benefícios e características do OLED

Os modelos de TVs OLED solucionam o problema de permanecer sempre com uma luz traseira ativa, por apresentar pixels emissores de luz que têm a capacidade única de se desligarem por completo. O resultado são tons de preto reproduzidos aos níveis mais profundos e escuros.

Mesmo quando suaves, tornam-se distintos e visíveis, por conta da grande taxa de contraste. Produzir níveis puros de preto também permite à tela OLED oferecer uma paleta de cores mais precisa e vibrante. O modelo 901F possui um ângulo de visão consideravelmente aprimorado em relação às TVs LED, um brilho consistente e cores e contraste de qualidade onde quer que o espectador esteja sentado no ambiente.

Visual do primeiro modelo OLED da Philips

A tecnologia OLED melhora a reprodução de movimento do conteúdo exibido e, geralmente, é cem vezes mais ágil do que a presente em TVs tradicionais baseadas em LED, assegurando tempos de resposta super-rápidos para garantir que as imagens permaneçam nítidas, mesmo assistindo a esportes ou a filmes de ação. 

Tecnologia HDR e a nova referência de qualidade de imagem

A combinação entre a ampla gama de cores, o mecanismo Ultra HD Perfect Pixel e o nível de luminosidade de 540 Nit da TV 901F permite que o produto OLED seja o primeiro modelo da Philips a chegar ao padrão High Dynamic Range (HDR).

A tecnologia HDR entrega imagens brilhantes e pretos ainda mais profundos, que reproduzem imagens detalhadas, graças ao alto contraste com uma paleta de cores precisa.

Visual do primeiro modelo OLED da Philips

Design refinado

A Philips OLED TV 2016 também foi projetada para refletir os dois pilares de design da empresa: leveza e acabamento sofisticado, seguindo a linha europeia.

A leveza é atingida com as dimensões e bordas superfinas do painel OLED, enquanto as proporções refinadas, o uso de materiais de qualidade e o acabamento sustentam a premissa do “artesanato europeu”.

Ambilight

Uma TV OLED com Ambilight significa contar com uma projeção de luzes na parte traseira das bordas da TV que cria uma sensação de tela ainda maior, recurso exclusivo dos televisores Philips.

Visual do primeiro modelo OLED da Philips

O lançamento possui ainda uma moldura ultra slim, que permite uma conexão praticamente contínua entre a tela e a tecnologia Ambilight nos três lados, aumentando a vitalidade de cor da televisão e a grande relação de contraste para criar uma experiência visual imersiva, algo anteriormente indisponível para os modelos OLED do mercado. 

Referência em qualidade de som

As especificações de ponta também se estendem ao sistema de som de 30W 6.1. O aparelho apresenta seis drivers frontais, montados em um soundbar de alumínio integrado, com uma entrada de graves que assegura um desempenho de tons mais profundos e tecnologia Dolby Surround Sound, utilizada e reconhecida pelo meio cinematográfico.

Preço e data de lançamento

O preço da nova TV da Philips não foi divulgado. Segundo informações da empresa, a novidade deve estar disponível no mercado internacional ainda no último trimestre deste ano. No Brasil, o lançamento ainda não tem data prevista, mas deve acontecer até o primeiro semestre de 2017.

 O TecMundo viajou a Berlim, para a IFA 2016, a convite da Philips.

Cupons de desconto TecMundo: