A IBM deixou de ser uma fabricante de PCs corporativos e pessoais há muito tempo e, agora, está completamente focada mais no lado científico da coisa, além de ainda prestar muitos serviços a empresas. Contudo, essa que era uma das “companhias-ícone” dos PCs com Windows agora está “virando a casaca” e trocando suas máquinas atuais por Macs da Apple. E não é que isso está fazendo um bem danado por lá?

Segundo Fletcher Previn, responsável pelo ambiente de trabalho na IBM, já existem 130 mil dispositivos da Apple (iOS e Macs) lá, e a empresa está inserindo 1,9 mil novos computadores da Maçã por semana na organização. O resultado, segundo Previn, é que somente 5% dos usuários de Macs estão chamando o helpdesk ou o suporte técnico interno da IBM. Entre os usuários atuais de PCs, esse número é 40%.

Previn disse ainda que, com isso, o pessoal do suporte tem mais tempo para tarefas mais importantes e não precisa ir a cada funcionário para fazer a instalação inicial dos novos computadores. Softwares da Apple e da própria IBM ajudam os usuários a fazerem todas as configurações, e a instalação de softwares como o Office pode ser feita sem a necessidade de entrar com licenças, já que tudo isso é gerenciado remotamente.

A expectativa da IBM é instalar até 200 mil aparelhos da Apple em toda a organização, mas não foram revelados os números desse investimento. Contudo, Previn acredita que isso vai gerar um bom retorno em longo prazo. “Cada Mac que nós compramos está gerando e economizando dinheiro para a IBM”, explicou.

Cupons de desconto TecMundo: