(Fonte da imagem: Divulgação/IBM)

A IBM, que dominava o mercado de eletrônicos há algumas décadas, divulgou o relatório financeiro do terceiro quadrimestre do ano fiscal de 2013 – e, pelo sétimo relatório consecutivo, os números são mais baixos do que a estimativa de analistas e da própria empresa.

Para começar, a receita caiu 4% em relação ao mesmo período do ano passando, chegando a US$ 23,7 bilhões. Já as ações registraram uma queda de 6% após a divulgação dos números.

Na área de softwares, o lucro gerado foi de US$ 5,8 bilhões, enquanto a previsão era de um mínimo de US$ 6 bilhões. O segmento de sistemas e tecnologias também experimentou uma queda brusca de 17%, totalizando US$ 3,2 bilhões. Apenas os serviços da empresa na nuvem registraram crescimento, mas o valor ainda é pequeno para melhorar a situação da companhia. O desempenho foi especialmente baixo na China e em outros países emergentes, onde a IBM achava que conseguiria um mercado em expansão.

Em uma declaração oficial, a CEO da IBM, Ginny Rometty, reconheceu uma "pequena queda". "Nós estamos agindo para melhorar a execução da unidade de mercados emergentes e nos elementos de hardware que estão abaixo do esperado", ressaltou. Especula-se que, em junho, 1.600 funcionários tenham sido demitidos pela empresa.

Cupons de desconto TecMundo: