A Huawei anunciou na última semana que investirá um mínimo de US$ 600 milhões em pesquisa e inovação para tecnologias 5G até 2018. O investimento abrangerá diversas tecnologias essenciais, incluindo pesquisa em tecnologias com interface aérea.

A Huawei prevê que as primeiras redes 5G estarão prontas para a implantação comercial a partir de 2020 e oferecerão picos da taxa de transferência de dados de mais de 10 Gbps, 100 vezes mais rápido do que as atuais redes 4G.

“A inovação é uma jornada contínua. Ao mesmo tempo em que continuamos melhorando as capacidades das nossas redes 4G existentes, planejamos investir um mínimo de US$ 600 milhões ao longo dos próximos cinco anos em pesquisa e inovação em tecnologias de redes móveis 5G para garantir o cumprimento das exigências dos consumidores por conexões cada vez mais rápidas e melhores. Este número não inclui os investimentos para a fabricação de produtos com as tecnologias 5G”, destacou Eric Xu, CEO rotativo da Huawei.

“As redes móveis 5G, com pico da taxa de transferência de dados de mais de 10 Gbps, permitirão que as pessoas baixem filmes em alta definição em um segundo e fornecerão uma experiência de comunicação com vídeo extraordinária”, completou.

Abordagem colaborativa

A Huawei começou a investir nas tecnologias 5G em 2009. No Congresso Mundial de Mobilidade em 2011 e 2012, a empresa demonstrou protótipos de estações base 5G líderes da indústria com capacidades de até 50 Gbps. A abordagem da Huawei para a inovação 5G tem sido aberta e colaborativa, trabalhando intensamente com os parceiros do ecossistema.

Até o momento, a companhia participou de projetos de pesquisa 5G da União Europeia, trabalhou na criação do Centro de Inovação 5G (5GIC) no Reino Unido e participou de programas conjuntos de pesquisa com mais de 20 universidades de todo o mundo. A Huawei também continuará contribuindo ativamente com a criação de padrões e ecossistemas 5G para estimular a criação de padrões consistentes globalmente para toda a indústria.

Cupons de desconto TecMundo: