As baterias significam um grande desafio para a indústria dos portáteis, afinal os gadgets trazem cada vez mais recursos, exigindo cada vez mais energia para durarem por um bom tempo. E é mais ou menos aí que surge o novo Huawei Watch 2, o relógio inteligente da fabricante chinesa que tem na bateria um de seus principais atrativos.

Nesta sexta-feira (19), o Engadget publicou uma análise bem extensa do aparelho, e o principal destaque dado pela jornalista Cherlynn Low, responsável pelo review, foi exatamente a duração da bateria. Segundo ela, a fabricante não mente quando diz que a bateria aguenta pelo menos 10 horas de uso intenso e até dois dias inteiros de uso normal.

Mas Low vai ainda mais além e sugere que a bateria seria capaz de durar várias semanas caso as funções inteligentes do dispositivo sejam desativadas. Ele conta com um “Watch Mode” (modo relógio) que o deixa funcionando como um relógio comum e aumenta significativamente a duração da bateria.

Huawei Watch 2 tem na bateria um de seus principais trunfos.

“O Watch Mode é um recurso intuitivo de economia de energia que não parece ser difícil de implementar, então, é desconcertante que outros smartwatches ainda não tenham feito isso”, escreve a jornalista. “Para ser justo, muitos relógios com Android Wear oferecem um modo de baixo consumo de energia que escurece a tela e desativa o always-on display para prolongar a vida útil da bateria. Mas nenhum deles é capaz de alcançar a longevidade que a Huawei oferece aqui”, conclui.

Em suma, quando as funções avançadas do gadget não forem necessárias, quem usa um Huawei Watch 2 pode deixar tudo desativado e garantir que ele se manterá na ativa por muito, muito tempo.