(Fonte da imagem: Divulgação/HTC)

No final do mês passado, a HTC anunciou o seu mais novo smartphone top de linha: o HTC One (M8), que ganhou grande destaque por seus recursos de câmera avançados — em especial as tecnologias Duo Camera e UltraPixel.

Tais funcionalidades chamaram atenção por promover ótimos resultados de captura sem a necessidade obrigatória de aumentar os megapixels do sensor empregado no gadget. Clique aqui  para conferir tudo sobre esse aparelho.

Mas a empresa quer ir além e pretende dar mais um passo nesse segmento anunciando um mecanismo de zoom ótico similar ao de câmeras DSLR entre o final de 2015 e o começo de 2016. Pelo menos foi isso que revelou Symon Whitehorn em entrevista para o blog da operadora de telefonia britânica Vodafone.

Uma câmera que faz ligações?

O diretor de desenvolvimento de câmeras da HTC contou nesse bate-papo que a empresa já poderia ter implementado a resolução 4K em seus produtos, mas que ela está esperando as pessoas realmente incorporarem tal “necessidade” em suas vidas.

(Fonte da imagem: Divulgação/HTC)

Porém, o executivo comentou que esse cenário não deve estar distante e a companhia está preparada para investir nesse sentido quando julgar viável. De acordo com o entrevistado, os consumidores podem esperar grandes avanços nesse sentido em um ano ou um ano e meio no máximo.

Além disso, para ele, os mecanismos de “apontar e clicar” das câmeras de smartphones dão indícios de que estariam entrando em um processo de obsolescência. Na visão de Whitehorn, as pessoas estão procurando a cada dia um melhor desempenho na hora de tirar fotos e a HTC pretende ter a função de zoom ótico em seus smartphones em um período que vai de 18 a 24 meses.

Ao finalizar a conversa com a Vodafone, Symon Whitehorn disse que não é possível afirmar que um dia os smartphones e tablets substituirão as câmeras DSLR. Contudo, ele acredita que a diferença de qualidade nos resultados de capturas de ambos com certeza será bem menor do que vemos hoje.

Cupons de desconto TecMundo: