(Fonte da imagem: Divulgação/HTC)

A empresa Futuremark enviou uma nota à imprensa para explicar alguns detalhes sobre a retirada do aparelho HTC One (M8) da lista de smartphones testados pelo benchmark 3DMark. O celular da HTC teria conseguido resultados bem superiores aos principais aparelhos da atualidade, mas no 3D Mark ele aparece sem pontuações, atrás de mais de 1.000 outros dispositivos.

Confira o que a Futuremark disse: “Ao contrário de outros benchmarks que, sem cuidado, listam e vazam resultados de dispositivos sem verificação, nosso 3DMark lista apenas os melhores smartphones e tablets que estão disponíveis publicamente e analisados pela imprensa.”. Além disso, a desenvolvedora ainda diz que há algumas regras que devem ser seguidas para a listagem dos aparelhos.

E uma dessas regras teria sido desrespeitada: o HTC One (M8) possui um sistema de otimização do hardware para benchmarks. Ou seja, o aparelho identifica o aplicativo e faz com que os seus recursos sejam aumentados para melhorar os resultados nos testes. A própria HTC admite isso, dizendo que benchmarks são criados para testar as maiores possibilidades de um aparelho e, por isso, não julga como uma trapaça o que fez.

Mesmo assim, a Futuremark diz que o 3DMark foi criado para medir as reais capacidades de um aparelho, não as potenciais capacidades dele. Por essa razão, sempre que o 3DMark identifica alguma modificação desse tipo, os resultados são excluídos das listagens para que os consumidores não sejam enganados por números que podem ser falsos. 

Cupons de desconto TecMundo: