É difícil imaginar quais são as razões para sustentar o argumenta da HTC, mas a empresa garantiu: a realidade virtual e os dispositivos que abusam desse conceito substituíram completamente os smartphones como conhecemos em apenas quatro anos. Essa é a aposta da empresa taiwanesa, que tem um dos principais aparelhos da categoria atualmente, o HTC Re Vive.

Essa declaração foi realizada pelo chefe que coordena o desenvolvimento do Vive. De acordo com Wang Tsung-ching, demorou apenas cinco anos para que os smartphones superassem os computadores pessoais em número de vendas. Agora, já que o mercado de celulares também está encolhendo aos poucos, vai ser a vez da realidade virtual assumir o posto de maior mercado da indústria tecnológica.

Será que a realidade virtual vai substituir o mercado de smartphones?

Diversos nomes da indústria estão embarcando na onda da realidade virtual. Além da HTC – em parceria com a Steam/Valve –, também temos o Oculus Rift – que tem por trás o gigantesco Facebook – o Gear VR, da Samsung, e o PlayStation VR, da Sony. LG, Xiaomi e Huawei também já demonstram interesse nesse segmento. Será mesmo que a realidade virtual vai desbancar o smartphones no posto de tecnologia dominante daqui a quatro anos?

Será que a realidade virtual vai desbancar os smartphones no posto de tecnologia dominante? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: