Estava preocupado com o problema de superaquecimento do HTC One M9? Pois saiba que essa pode não ser a pior de suas dores de cabeça com o smartphone. Segundo o site Tweakers, a bateria do aparelho também vai deixar muito a desejar no quesito duração, se mostrando inferior ao HTC One M8 em todos os aspectos.

Apesar de ter uma bateria de 2.840 mAh, em comparação aos 2.600 mAh de seu antecessor, as diferenças de desempenho foram enormes. Em um teste de navegação na internet, por exemplo, o M9 durou apenas 5 horas e meia, enquanto o M8 aguentou nada menos do que 7 horas e 10 minutos.

No teste de execução de vídeos, a diferença é ainda maior: 6 horas e 8 minutos para o M9 contra 9 horas e 32 minutos com o M8. O único caso em que a distância foi menor ocorreu no caso de um teste para simular a atividade comum do dia a dia, em que o novo smartphone durou 5 horas e 37 minutos contra as 6 horas e 5 minutos do celular antigo.

Obviamente, o culpado parece ser o novo processador da HTC. Afinal, o Snapdragon 810 não apenas traz um hardware que pede muito mais energia, como o calor excessivo gerado por ele pode dificultar a duração da bateria.

Vai ser melhor quando sair?

Em resposta a todas essas preocupações, a HTC veio afirmar que tudo isso é resultado de o aparelho não estar rodando a versão final de seu sistema. Os problemas de software, de fato, teriam obrigado a empresa a atrasar o lançamento do aparelho, o que explicaria boa parte dessas falhas.

Com isso, resta apenas esperar novas aparições do HTC One M9, pelos próximos meses, e torcer que, até o seu lançamento, a versão final do aparelho consiga corrigir todas as falhas.

Cupons de desconto TecMundo: