(Fonte da imagem: The Verge)

Em uma apresentação ocorrida na última segunda-feira (15 de fevereiro) na Cúpula Global de Parceiros da HP, a CEO da empresa, Meg Whitman, afirmou que a companhia continuará investindo no WebOS como uma plataforma aberta. Segundo ela, o mercado é capaz de suportar um número mais amplo de sistemas operacionais do que o atual.

“Eu acho que há espaço para outro sistema operacional. O iOS é ótimo, mas é um sistema fechado. Eu acredito que o Android pode seguir o mesmo caminho devido ao relacionamento da Google com a Motorola”, declarou Whitman. Ela afirma que a plataforma da HP continuará acessível a qualquer desenvolvedor, porém não divulgou qualquer informação sobre o futuro dos smartphones e tablets produzidos pela companhia.

A CEO também destacou as qualidades da empresa, afirmando que o fator que a difere dos competidores é seu canal de distribuição eficiente. Segundo ela, a HP possui mais de 200 mil parceiros espalhados pelo mundo, responsáveis pelo fornecimento de peças de hardware e suplementos para os produtos da corporação.

Missão de reconstruir o nome HP

Whitman também falou sobre as dificuldades pelas quais a organização passou em 2011, devido às declarações que indicavam a venda de sua divisão de desktops. “O anúncio feito em agosto causou confusão. As pessoas estavam se perguntando quem é a HP? Podemos contar com a HP? Tornamos as coisas muito difíceis para nossos parceiros”, afirmou.

“Quando eu comecei a trabalhar como CEO, queria eliminar os ruídos do sistema e criar alguma estabilidade. Em vez de ganhar as manchetes pelo drama interno, a HP quer ser notícia por sua tecnologia e pelo que faz ela ser ótima”, adicionou Whitman. “É importante reestabelecer a reputação da HP como um parceiro confiável com o qual os membros do canal de distribuição podem contar para construir seus negócios”.

Cupons de desconto TecMundo: