Ah, Honda... Você e esses designs que exigem um tempo para serem apreciados. Depois das carrocerias coupé e sedan do novo Civic, agora é a vez de o hatchback dar as caras. No entanto, assim como o coupé, ele não deve chegar ao Brasil tão cedo – isso se chegar.

As versões são bem parecidas com as que foram anunciadas para os outros modelos (inclusive o sedã aqui no Brasil): LX, Sport, EX, EXL e Sport Touring – e, sim, isso significa que não haverá mais um Si.

Mas não é tão ruim assim. Na verdade, não é nada ruim: a versão de dois volumes do tradicional carro da montadora japonesa será disponibilizada nos EUA com uma única opção de motorização, o 1.5 turbo de 174 cavalos – ou 180 no caso da versão Sport – e 22,4 kgmf de torque. O câmbio poderá ser um CVT ou um manual de seis marchas.

Em outras palavras: é um motor turbo de 180 cv e um câmbio manual de seis marchas com uma pegada "esportiva", tudo em uma plataforma relativamente dinâmica. Não é uma má ideia, nem de longe.

O interior e alguns acessórios serão diferentes dos vistos no coupé e no sedan, e a Honda promete que o veículo oferecerá um bom espaço traseiro e um porta-malas generoso, além de um pacote tecnológico melhor, com uma central multimídia compatível com Apple CarPlay e Android Auto.

A nova plataforma hatchback, no entanto, tem uma serventia nobre: é ela que vai servir de base para a versão esportiva Type-R, que lá fora esperam que traga quase 300 cavalos de potência, além de tudo que a Honda faz (e muito bem) em relação a suspensão e performance geral de seus carros. Ou seja, um Honda em sua melhor forma.

Tendo sido dono de um Civic coupé 94, tenho que admitir que leva um tempo para começar a apreciar a traseira desse novo hatchback... Mas isso acontece, mais cedo ou mais tarde.

Cupons de desconto TecMundo: