A disputa por trazer um novo mundo digital para os consumidores fica cada vez mais acirrada no mundo da tecnologia, com diversas ofertas de produtos que trazem a realidade virtual ou aumentada para o conforto do lar. Porém, se depender da Microsoft, um novo recurso tem tudo para desequilibrar totalmente esse combate digital. Um dos responsáveis pelo Kinect e chefe do projeto HoloLens, Kudo Tsunoda diz não ser contrário aos óculos VR, mas acredita que o futuro está no sistema holográfico criado pela empresa.

Na última edição da Game Informer, o desenvolvedor explicou que o modo como o HoloLens mexe e se integra com os cenários do mundo real pode ser a chave para levar a realidade aumentada à frente. “O que o HoloLens faz é permitir com que você possa mesclar o mundo digital com o real”, comentou Tsunoda, dizendo também que a junção deles permite toda uma gama de novas experiências – coisa que não são possíveis de serem feitas com óculos de realidade virtual, por exemplo.

“Nada contra a realidade virtual; Eu acho que a VR é uma boa tecnologia. Mas é a parte de ‘mesclagem de mundos’ que faz o HoloLens ser único”, analisou o profissional durante a entrevista. Ele chegou a exemplificar que tornar o ambiente ao seu redor parte de um jogo pode mudar toda experiência, e, se a tecnologia for levada para o campo do ensino, o potencial é ainda maior. Segundo Tsunoda, incluir hologramas no mundo de uma pessoa pode ajudá-la a aprender novas habilidades ou criar colaborações digitais de uma forma que não era possível até então.

Empolgante, sim, mas é preciso ir de leve

Claro que todos esses recursos e promessas – além das demonstrações iniciais da tecnologia – fazem parte da campanha da Microsoft para deixar as pessoas empolgadas com os óculos e o computador holográfico que seguem em desenvolvimento. A companhia fez o mesmo tipo de festa ao anunciar o Kinect para seu Xbox 360 e um grande nome da indústria já disse que é necessário tomar cuidado com o hype, para que ninguém se decepcione com o produto final.

Assim, precisaremos aguardar para conferir se a ferramenta vai mostrar a que veio e se chegará aos pés do grande entusiasmo da empresa e de Tsunoda com o projeto. E você, o que acha da criação da Microsoft? Deixe sua opinião mais abaixo, no campo de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: