A holografia é, basicamente, uma maneira de fazer o registro para apresentar uma imagem em três dimensões pelo uso essencialmente da luz. O conceito foi criado em 1948 por Dennis Gabor e hoje se expande com as mais diversas utilidades e aplicações.

A fotografia apareceu como uma maneira de guardar conteúdos e imagens com a captura da luz. Mas, obviamente, ela não é capaz de uma captura completa e funciona como uma "reprodução chapada" em relação à realidade.

A holografia é justamente uma evolução das fotografias, capaz de capturar tridimensionalmente um objeto e a sua iluminação. Ou seja, se você olhar para um holograma, é quase como se estivesse vendo o objeto real, pois pode vê-lo em três dimensões e os efeitos das luzes sobre ele.

Como funciona

Para que um holograma seja capturado, são necessários itens e vários passos a serem seguidos. A primeira coisa a se fazer é providenciar um laser vermelho HeNe (hélio-neon). Depois, liga-se o laser e faz com que ele passe por um divisor ótico para que ocorra divisão da luz.

Depois, a luz deve cruzar lentes divergentes para a amplificação do laser. Enquanto um laser serve de referência da iluminação, o outro bate no objeto e termina na emulsão de holografia para finalmente fazer a captura. Veja no esquema a seguir como tudo isso funciona:

Como já é usada

Parece até bobagem, mas atualmente a principal aplicação dos hologramas é em conteúdos multimídia (como CDs e DVDs) ou de softwares para provar a autenticidade do produto. Os hologramas também são amplamente utilizados em cartões de crédito. Até a nota de 20 reais ganhou uma tira holográfica.

A eficiência da verificação de autenticidade se dá pela dificuldade na captura de hologramas perfeitos e idênticos, pois há uma série de fatores que influenciam no processo, como mostrado nos tópicos acima.

Os hologramas comprovam a autenticidade de discos.

As mídias de dados contam também com um novo tipo de disco, chamado HVD (ou Disco Holográfico Versátil). Esta nova tecnologia usa hologramas para o armazenamento de dados em três dimensões. As capacidades desses discos são incríveis, pois vão de 300 GB até 3,9 TB de armazenamento. Leia mais em "O que é HVD?".

A medicina também desfruta da tecnologia utilizando uma técnica chamada interferometria holográfica. O conceito é simples: comparar duas imagens supostamente iguais para identificar mudanças, por exemplo.

Publicidade holográfica

A empresa HoloAD criou um conceito incrível e revolucionário quando se fala em publicidade. É exatamente o que você está pensando: publicidade que usa hologramas. Com um conceito tão diferente, a publicidade chama muito mais atenção. Os planos são de projetar imagens holográficas em três dimensões sobre diversos aparelhos, como celulares.

E a melhor parte é que não se trata apenas de imagens "chapadas" nos hologramas. São imagens em movimento e que permitem visão de 180 graus para serem observadas perfeitamente.

Apresentação um pouco diferente

A Dimensional Studios conseguiu desenvolver um sistema holográfico muito evoluído e funcional chamado Musion Eyeline. Aproveitando isso e com a ideia de fazer algo totalmente inusitado, a Virgin fez uma apresentação de um novo serviço de downloads digitais com um apresentador totalmente virtual, que nada mais é do que um holograma sendo reproduzido.

Televisões holográficas

Vários pesquisadores da Universidade do Arizona conseguiram criar displays em 3D capazes de serem atualizados com memória. Ou seja, é como se os hologramas finalmente deixassem de ser uma imagem estática em três dimensões e passassem a ter vários quadros — o que é essencial para a criação de sequências, que resultam em produções para a TV e cinema.

O único problema é a taxa de atualização - que precisa ser melhorada -, pois as televisões com hologramas ainda parecem ser "devagar demais". Alguns protótipos de outros pesquisadores, entretanto, prometem imagens de qualidade e um 3D real, visto de absolutamente qualquer ângulo.

Bem, se tudo der certo em relação aos estudos dos novos aparelhos e da tecnologia, as televisões com três dimensões holográficas estarão no mercado provavelmente entre 5 a 10 anos. Assim, ninguém mais vai precisar de óculos para assistir a incríveis criações. Seria realmente uma evolução das três dimensões.

Isso porque, se a tecnologia realmente der certo, as fronteiras quebradas são realmente incríveis e podem proporcionar feitos maravilhosos, como eletrônicos que projetam imagens: de celulares até uma geladeira que não precisa mais ser aberta para saber o que há dentro dela. Já imaginou ir a um teatro e ver um espetáculo holográfico?

O uso da tecnologia no futuro

O estudo da tecnologia nunca para, principalmente porque foi percebido que há múltiplas possibilidades holográficas. Talvez um dos estudos mais interessantes seja a "Holografia Tátil". Ela está sendo estudada pela Universidade de Tóquio e utiliza várias ondas de ultrassom para criar uma interação de hologramas com pessoas e objetos do mundo real.

A nova técnica é chamada de Realidade Aumentada 2.0 e consegue captar movimentos para que o objeto virtual interaja externamente. Veja muito mais sobre o assunto em "Holografia Tátil: conheça a tecnologia que revoluciona a interatividade".

Copa do Mundo holográfica

Por falar em espetáculos holográficos, os japoneses colocaram uma proposta irrecusável se for realmente cumprida. Como eles são um dos países candidatos à sede da Copa do Mundo de 2022, fizeram uma promessa tecnológica sobre como os espectadores poderiam aproveitar os jogos: hologramas.

É isso mesmo. O projeto extremamente ousado e de altíssima tecnologia tem uma ideia que consiste simplesmente em "passar" os jogos da Copa do Mundo em todos os estádios com o uso de hologramas, como se os jogadores realmente estivessem lá. Ou seja, basta ir ao estádio mais próximo de sua casa para assistir a uma partida da Copa do Mundo como se você se encontrasse no local real do jogo.

A fim de realizar tal feito são necessárias 200 câmeras HD para a captura em 360 graus de altíssima qualidade. Além disso, a transmissão também seria de som. Nesse caso, alguns milhares de microfones ficam encarregados pela captura de som, chutes na bola e até o grito da torcida. Todo o equipamento holográfico será abastecido com energia solar.

Celular holográfico

Diariamente, a maioria das pessoas carrega junto consigo um aparelho celular. É claro que, atualmente, estas pequenas máquinas portáteis fazem muito mais do que ligações, pois trazem infinitas funções. Mas, e se não fosse necessário fazer tudo diretamente no aparelho? E se bastasse estender a mão para que um menu abrisse no ar e você o usasse?