(Fonte da imagem: Divulgação/Lucas Film)

A holografia não é uma tecnologia nova, mas nos últimos anos temos acompanhado alguns avanços que podem transformar aquelas cenas de filme em realidade, como o Aerial 3D que noticiamos no ano passado. A Microsoft é uma das empresas que investe pesado para a evolução desse tipo de recurso.

No segundo semestre de 2011, a multinacional demonstrou o HoloDesk, um sistema que combina um display transparente e um sensor do Kinect para projetar objetos virtuais e permitir a nossa interação com eles. A mais recente novidade da Microsoft é o Vermeer.

A base desse projeto é um brinquedo de ilusão de ótica chamado “mirascope”, o qual consiste em dois espelhos parabólicos e uma concavidade na sua parte superior. Qualquer objeto que você coloque dentro desse equipamento parece estar flutuando no ar, graças à forma como a luz reflete nos espelhos.

O laboratório Microsoft Research pegou essa ideia e deu uma incrementada. Utilizando um projetor de luz e um difusor, os pesquisadores conseguiram um dispositivo capaz de reproduzir quase 3 mil imagens por segundo, permitindo a exibição de 192 diferentes pontos de visão e uma projeção holográfica de 15 frames por segundo. Com isso, é possível gerar holografias 3D móveis que não precisam de óculos especiais para serem vistas.

Além disso, você pode “tocar” e interagir com as holografias. Como o “mirascope” usa um jogo de espelhos para reproduzir as imagens, o que acontece do lado de fora da sua estrutura também é refletido para o seu interior. Se aproveitando disso, os pesquisadores acoplaram um iluminador infravermelho e uma câmera (a usada no Kinect) para monitorar o que é refletido de fora para dentro do Vermeer.

Dessa forma, eles foram capazes de criar pontos de interação entre a reflexão dos movimentos dos dedos de quem o está utilizando com a imagem virtual do objeto gerada. A teoria é complicada, mas a prática parece ser alucinante – como você pode conferir no vídeo acima.

Cupons de desconto TecMundo: