A API DirectX 12 promete otimizar o desempenho de diversos dispositivos – os desenvolvedores de jogos, inclusive, estão prestes a vislumbrar horizontes inspiradores neste campo de controle de hardware. E mais provas acerca da performance melhorada da nova interface vieram à tona nesta semana.

Conforme relatado pela Microsoft, uma demonstração realizada pela Intel durante a conferência SIGGRAPH 2014 (Vancôver, Canadá) mostrou uma economia de cerca de 50% no consumo de energia como outra das vantagens da DirectX 12 em um Surface Pro 3 equipado com o chip Intel HD 4400.

Durante a exibição, um ambiente com 50 mil asteroides únicos foi exibido – o que corresponde à renderização de 50 mil figuras por quadro às custas da combinação simultânea entre cálculos de vértices, constantes e texturas. Para que os parâmetros fossem traçados, uma comparação de desempenho entre a DiretcX 11 e DirectX 12 foi feita.

Para que os ganhos de potência fossem elucidados, a Intel travou as taxas de frames por segundo (FPS) processadas pela DirectX 11 por um dado instante e então alternou o processo para a DirectX 12; a renderização em ambas as APIs foi feita durante o mesmo período de tempo. O conteúdo, conforme demonstrado pelas imagens abaixo, foi processado com redução de energia de pouco mais de 50% pela DirectX 12.

A capacidade melhorada de processamento da DX12 deve-se ao compartilhamento de trabalho entre vários núcleos da GPU de forma “intuitiva”; além da redução de energia gasta, a interface faz com que o componente produza menos calor em função de sua frequência de operação.

Grande parte das placas 3D com suporte à DirectX 11 serão compatíveis com a DirectX 12 (confira mais detalhes por meio deste link). Espera-se que os primeiros jogos desenvolvidos por meio da nova interface cheguem ao mercado em 2015.

Cupons de desconto TecMundo: