(Fonte da imagem: Telecom Italia)

Segundo uma fonte do Estado de S. Paulo, um alto executivo da empresa Telecom Italia conversou com a direção do grupo francês Vivendi sobre uma possível fusão entre as subsidiárias brasileiras GVT e TIM. No entanto, a reunião foi citada como “preliminar” e foi encarada pela companhia italiana como “uma alternativa” para o futuro da TIM Brasil. A situação não é muito nova para as duas empresas, que já conversaram em 2012 sobre a mesma possibilidade.

Os franceses receberam, segundo as fontes, a ideia com otimismo. Para eles, a situação seria um “plano B” para o grupo, que no ano passado tentou vender a GVT mas não obteve sucesso.

Na véspera da reunião, o Conselho de Administração da Telecom Italia dediciu por um procedimento que aumentará a proteção aos seus acionistas caso decida vender a TIM. A decisão foi tomada por conta do aumento da participação da espanhola Telefónica em seu grupo de controle.

A Telecom Italia, por meio da TIM, concorre no mercado nacional contra a sua maior acionista, a própria Telefónica, que controla a Vivo no Brasil. Uma nova reunião do grupo italiano está marcada para o dia 27 de fevereiro, podendo trazer novidades a respeito da fusão entre as grandes empresas nacionais de telefonia.

Cupons de desconto TecMundo: