Uma negociação entre os ministérios das Comunicações e das Cidades promete incluir redes de fibras ópticas para os imóveis do programa Minha Casa Minha Vida. A proposta é oferecer internet banda larga para, pelo menos, 1,68 milhão de residências que serão entregues nos próximos anos.

A iniciativa, chamada de Minha Casa Conectada, conta com um orçamento de cerca de R$ 720 milhões para a instalação dos cabos, aproximadamente R$ 430 por unidade. Esse custo será totalmente absorvido pelo Ministério das Cidades, que já sinalizou dispor dos recursos.

“Já conversamos com a presidenta Dilma Rousseff e com o ministro Gilberto Kassab, que abraçou a ideia, e todas as unidades habitacionais do Minha Casa Minha Vida, mesmo as já contratadas, terão cabeamento de fibras ópticas. Vamos aproveitar os dutos de energia para também passar a fibra”, revelou o ministro das Comunicações, André Figueiredo, em reunião na Câmara dos Deputados.

Na prática, o valor estimado é uma gota em um programa que envolve cifras superiores a R$ 120 bilhões apenas em sua segunda fase – justamente as 1,68 milhão contratadas. Em seis anos de programa, o governo federal entregou, até aqui, cerca de 2,3 milhões de moradias.

Qual sua opinião sobre a instalação de cabos de fibra ótica nos imóveis do projeto Minha Casa Minha Vida? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: