Quando a Google quer fazer uma coisa, na maioria das vezes, ela tem sucesso. Agora, a empresa tem uma meta um pouco fora do comum, mas trata-se de algo que pode ser muito bom para todos nós: a erradicação de doenças como a malária e a dengue.

Quem está por trás dessa ideia é Linos Upson, um executivo da Google que ajudou no desenvolvimento do Chrome. De acordo com o Business Insider, a companhia quer montar um projeto para modificar geneticamente os mosquitos que causam essas doenças.

De acordo com um estudo publicado na Popular Science e realizado no Brasil, os mosquitos que foram geneticamente modificados até o momento já reduziram a população dos insetos transmissores de dengue em 95%.

Segundo o BI, Upson comentou que a necessidade de colocar a pauta na Google é tornar o projeto mais seguro e possuir um capital — isso porque o retorno de uma proposta como essa não é rápido.

Não há datas para o projeto sair do papel, mas a ideia de ter a Google (ou outra empresa da Alphabet) trabalhando em algo deste tamanho é bem interessante para todos nós.

O que você acha da iniciativa da Google de modificar geneticamente os mosquitos? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: