Um dos desafios do jornalismo atual é entregar uma notícia precisa, curada e que siga a mesma velocidade das informações que pipocam em sites e redes sociais. Teoricamente, a comunicação mantém uma sociedade livre e aberta para encontrar vários pontos de vista sobre um assunto — enquanto isso, a internet ainda vem revolucionando a maneira como as notícias são criadas, distribuídas e consumidas.

O News Lab é uma nova ferramenta da Google que toca exatamente neste ponto do jornalismo atual: ele pretende ajudar os profissionais a garantir a qualidade das informações e também tornar as notícias geradas cada vez mais acessíveis aos leitores.

"Nossa missão é colaborar com jornalistas e empresários para construir o futuro da mídia. Estamos focando nisso de três maneiras: garantindo que nossas ferramentas estejam disponíveis para todas as redações do mundo (e que estas saibam como usá-las), entregando dados úteis da Google nas mãos de profissionais e por meio de programas criados para construir uma das maiores oportunidades que existem na indústria da mídia atualmente", comentou a Google em blog.

Como pesquisar ou investigar

Search, YouTube, Maps, Street View etc.: são inúmeras as soluções que a Google oferece para realizar uma pesquisa mais ampla de qualquer assunto. Para aprender a tirar o melhor de cada uma delas, a companhia criou um site específico para jornalistas acessarem tutoriais da maioria das ferramentas presentes em redações.

Segundo a empresa, também vão ser postados vídeos curtos que ajudam nesta tarefa, além de estudos de caso de grandes redações pelo mundo mostrando como foi realizada a pesquisa ou investigação sobre alguma pauta.

A plataforma Google Trends foi atualizada ao lado do News Lab: ela oferece dados em tempo real, informações sendo utilizadas por outros jornalistas e ainda incorpora o feedback de notícias em redações — por exemplo, você vai saber o desempenho das principais matérias na internet, caso queira abordar a mesma pauta.

Futuro da mídia?

Durante o post de anúncio do News Lab, a Google comentou sobre uma série de programas que ela desenvolve com parceiros focados no "futuro da mídia". Eles são startups como a Matter, aceleradora de mídia, a Hacks/Hackers, grupo global para desenvolvedores e jornalistas, e vários "hackathons" (como um workshop), que são focados em como utilizar novas ferramentas de investigação, como drones, bancos de dados online e outros.

Outra área também apoiada pela Google, mas que já não é tão nova assim, é o jornalismo cidadão. Ou seja, com um smartphone na mão, qualquer um tem a capacidade de gravar áudio e vídeo, capturar fotos, escrever e enviar informações. Por isso, três projetos ajudam pessoas de todos os lugares a divulgar algum dado recém-encontrado: o First Draft, o WITNESS Media Lab e o YouTube Newswire.

O News Lab é um esforço de equipes da Google nos EUA, França, Reino Unido e Alemanha, de acordo com a empresa.

É interessante notar que o News Lab é gratuito e qualquer pessoa pode acessar os tutoriais e ferramentas que ele oferece. Agora, se esse é o futuro da mídia, infelizmente, não é uma empresa que pode ditar: são os leitores por todo o mundo. 

Cupons de desconto TecMundo: