Fontes internas revelaram ao site Bloomberg que a Google pode estar se preparando para apresentar um novo sistema de compartilhamento e armazenamento de fotos. O serviço, vale notar, não seria parte da rede social da empresa, como ocorre atualmente com upload de imagens para o Google+, mas sim algo separado.

A ideia seria permitir o compartilhamento de suas fotos para serviços como Facebook e Twitter, através dessa nova ferramenta. Com isso, a empresa planeja dar uma maior autonomia e liberdade para seu novo software, fortalecendo sua linha de produtos contra seus rivais (incluindo a própria rede de Mark Zuckerberg) enquanto se afasta do fracasso que o Google+ acabou se mostrando pelos anos.

Um exemplo usado para mostrar estratégia da Google é o caso do Instagram: serviço, comprado pelo Facebook em 2012, tem apresentado um crescimento gigantesco, tornando-se um dos mais usados atualmente e criando uma base de usuários enorme. Logo, espere mais uma rede social como essas surgindo em um futuro não muito distante.

Rumores não tão surpreendentes

Outro fator interessante, para reforçar as informações, está no fato de que as suspeitas quanto a essa “separação” já existem há algum tempo – desde 2014, rumores quanto a uma separação do serviço de fotos da Google estão por aí. E em março, o próprio vice-presidente sênior da empresa Sundar Pichai disse que as funções de fotos e rede social da companhia poderiam passar a ser tratadas separadamente.

Infelizmente, nada mais foi revelado sobre o assunto: quando contatada, a Google se recusou a responder sobre os rumores. Mas, se as informações vazadas forem verdadeiras, não deve haver muito com o que se preocupar, já que o novo serviço será revelado na Google I/O 2015 (que, aliás, promete ser lugar de outros anúncios interessantes).

Cupons de desconto TecMundo: