Lançado na última terça-feira (12), o relatório “Clicking Clean: A Guide to Building the Green Internet” do Greenpeace mostra que a Google reforçou seu compromisso de usar exclusivamente energias renováveis. Segundo a organização, a Gigante das Buscas está cada vez mais próxima de usar somente meios considerados “limpos” em suas plantas.

“A Google permanece um líder dentro do setor de energia renovável com uma combinação forte de aquisições, investimentos e políticas que ajudam a aumentar a presença verde mesmo em áreas nas quais a empresa não possui centros de dados. A companhia continua a fazer progresso em direção a seu compromisso de ser 100% renovável e determinou princípios claros de como vai aumentar seu suprimento de energias renováveis”, afirma o relatório.

Segundo o Greenpeace, as principais dificuldades enfrentadas pela companhia surgem na forma de monopólios do fornecimento de eletricidade em algumas partes dos Estados Unidos. O mesmo problema também surge em diversos dos mercados internacionais nos quais a companhia opera de alguma forma.

Outra companhia elogiada pelo estudo foi a Apple, que continua um símbolo do uso de materiais e energias renováveis. O Greenpeace também cita nomes como Yahoo! (73% de qualidade), Facebook (49%) e Amazon (23%) entre os grandes representantes do mundo da tecnologia que foram avaliados.

Cupons de desconto TecMundo: