Durante uma conferência realizada nesta segunda-feira (2) no Mobile World Congress 2015, Sundar Pichai, executivo da Google, revelou que o Titan (programa de drones comprado pela empresa no ano passado) vai fazer o seu primeiro voo de teste até o final do ano. 

De acordo com as informações divulgadas, a equipe do Titan está trabalhando em um modelo de avião superleve movido à energia solar que seria capaz de operar em uma das camadas da estratosfera terrestre. Com ele, a empresa tem como plano fornecer sinal de internet em regiões mais afastadas do planeta, disparando um sinal para a região que estivesse marcada como alvo. 

Outro dado informado por Pichai é que o Titan está no mesmo estágio em que o Project Loon (os balões de grandes altitudes da Gigante das Buscas) estava dois anos atrás. Eles serão complementares, uma vez que os balões podem cobrir uma área maior e os drones podem ser manobrados para aumentar a conexão em algumas áreas ou permitir acesso à internet em lugares afetados por catástrofes como terremotos. 

Por fim, foi dito que a ideia da Google é criar parcerias com operadoras de telefonia do mundo todo para que os usuários possam ter acesso à internet sem se preocupar exatamente de onde a conexão está vindo.

Cupons de desconto TecMundo: