Se você acompanha notícias sobre tecnologia com certa frequência, já deve ter lido o nome de Andy Rubin algumas vezes. Ele foi um dos líderes da Google no setor Mobile e também é um dos fundadores do projeto Android — que em 2005 foi adquirido pela empresa de Mountain View em uma transação secreta. De lá para cá, Rubin foi um dos pilares na construção da plataforma, que hoje é um sucesso internacional.

No final de 2013, ele abandonou o projeto Android para cuidar do setor de robótica da companhia — uma divisão que vem crescendo bastante e que foi responsável, inclusive, pela compra da Boston Dynamics. E, agora, Rubin anunciou que não vai mais fazer parte da mesa diretiva da Google. Em um comunicado oficial, ele informou ao público que sua carreira em Mountain View está chegando ao fim.

O executivo vai deixar a Google para se dedicar a uma incubadora para startups ligadas a hardware. Isso significa que ele vai investir os conhecimentos que possui em engenharia de software e também de robótica para fazer com que desenvolvedores inovadores possam ter seus projetos levados a outros níveis. Nós esperamos que seja possível ver grandes coisas surgindo de lá nos próximos anos!

Quem assume o lugar dele?

Quando saiu do Android, Rubin foi substituído por Sundar Pichai. Na divisão de robótica, o nome que será visto no lugar do dele será o de James Kuffner — um pesquisador e professor ligado à Univesidade Carnegie Mellon, conceituada instituição dos Estados Unidos. Ainda não há informações sobre possíveis mudanças no direcionamento que a Google terá com essa troca de diretores.

Vale dizer ainda que Larry Page (o atual CEO da Google) agradeceu a Rubin publicamente. Em um comunicado enviado ao The Wall Street Journal, Page disse: “Eu gostaria de desejar a Rubin tudo o que há de melhor em seus próximos passos. Com o Android ele criou algo verdadeiramente marcante com 1 bilhão de usuários felizes! Obrigado!”.

Cupons de desconto TecMundo: