O nome de Sundar Pichai não é desconhecido para quem acompanha os principais eventos e conferências da Google. Desde 2013, ele é o chefe das divisões Android, Apps e Chrome, três dos principais produtos da gigante. Agora, se acostume a ver o sujeito com muito mais frequência: o executivo foi promovido e passou a comandar quase todos os grandes produtos e serviços da companhia.

De acordo com o site Re/code, o CEO da Google, Larry Page, reorganizou o quadro de executivos da empresa e transferiu a liderança dos principais produtos para o indiano, que é funcionário em Mountain View desde 2004 e chegou a ser cotado para suceder Steve Ballmer na presidência da Microsoft. Isso significa que ele agora é chefe nas áreas de pesquisa, mapas, Google+, comércio, publicidade, apps e infraestrutura.

A ideia é que o chefe executivo foque nas operações de comércios dos produtos novos e existentes, incluindo as startups que são compradas, além de desenvolvimento, finanças e legislação da Google. Do jeito que estava antes, com todos os subgerentes se reportando a ele todos os dias, não havia tempo ou recursos para essa estratégia.

Isso não significa uma demissão em massa: a mudança é que os funcionários agora não se reportam diretamente a Page, mas sim a Pichai. Somente o YouTube segue de forma independente, com Susan Wojcicki ainda à frente do site de vídeos. A ação mostra ainda que a Google leva a lealdade bastante a sério: os grandes executivos e gerentes de cada uma das principais ramificações da empresa estão lá há no mínimo dez anos.

Cupons de desconto TecMundo: