Página inicial do Map World

Fonte da imagem: Map World

O Serviço Estatal de Agrimensura e Mapeamento do governo chinês lançou na semana passada uma alternativa de serviço de mapeamento por meio de satélites, o “Map World”. Se você está curioso para saber como seria a aparência do site, embora ele esteja inteiramente no idioma chinês, é possível acessá-lo aqui.

Após façanhas impressionantes como a recente clonagem do fundador da Apple, Steve Jobs, a China resolveu copiar o serviço de mapeamento oferecido pela Google. De certa forma, isso é fruto dos conflitos que ocorrem entre a Google e a China desde o ano passado, após o ataque dos hackers chineses que resultaram no fechamento do serviço de busca no país.

Como uma espécie de resposta, a China bloqueou o acesso a diversos serviços oferecidos pela Google e agora, ao que parece, está lançando sua própria versão de um produto semelhante ao Google Earth para dificultar ainda mais as relações com a gigante da internet.

Ao acessar o serviço, você observa na página inicial uma visão da Grande Muralha da China, envolta em sua paisagem natural. O “Map World” oferece imagens em alta resolução do centro de Pequim que, a princípio foram tiradas durante o desfile militar alegórico (inclusive presente nas figuras) no Dia Nacional da China.

Imagens do serviço

Fonte da imagem: Map World

Quanto ao conteúdo encontrado sem relação direta com o país, estão disponíveis algumas imagens em altitudes elevadas. Não há nada em uma resolução alta e diversas telas aparecem em branco (até mesmo na fronteira entre China e Coreia do Norte é possível ver apenas até certo limite).

Taiwan, considerada como uma província traidora pela China possui apenas imagens de baixa resolução.

Cupons de desconto TecMundo: