A linha de notebooks conhecida como Chromebook, que utiliza uma versão modificada do Linux com o navegador da Google como interface, tem se tornado cada vez mais popular nos Estados Unidos. A Amazon é um dos melhores termômetros dessa tendência já que atualmente todos os dez notebooks da lista dos melhores resenhados no site são Chromebooks. Percebendo este avanço a empresa decidiu usar o seu evento, o I/O 2014, para apresentar ainda mais novidades para este produto.

A ideia da Google é aproximar o Android e o Chrome OS, fazendo com que os dois trabalhem conjuntamente. Não só o seu celular se logará automaticamente com o seu notebook, como ambos vão compartilhar notificações e outros recursos úteis para o seu usuário.

O próximo passo, de acordo com Sundar Pichai, vice-presidente da Google, é deixar os aplicativos para Android disponíveis no Chromebook, especialmente os mais populares como o Evernote, Vine e o Flipboard. Durante a demonstração destes aplicativos, a tela do notebook passou a representar a tela do Android deitada se valendo inclusive da sua câmera, desta maneira a integração entre os dois aparelhos foi tão plena que o Vine funcionou de maneira exatamente igual ao seu correspondente de celular.

Popularidade entre as escolas dos Estados Unidos

Apesar da boa notícia, o vice-presidente deixou claro que a disponibilidade de aplicativos será limitada a princípio, já que este nunca foi o objetivo principal do Chromebook, um notebook muito barato e leve dedicado ao uso da internet. Esta é a principal razão que ele tem se tornado o maior fornecedor das escolas nos Estados Unidos que veem neste notebook uma ferramenta poderosa para a educação dos seus alunos.

Cupons de desconto TecMundo: