Em 2007, a Viacom processou a Google por supostamente ignorar leis de direitos autorais e publicar conteúdo privado no YouTube. Todavia, em 2010 a empresa de Mountain View saiu vencedora, pois conseguiu provar que não era responsável pelo conteúdo distribuído pelos usuários em seus servidores. Não satisfeita com o resultado, dois anos depois sua rival lançou mão de um recurso para provar que houve sim quebra de direitos e, nesse caso, ela venceu.

Entretanto, o que parecia ser uma briga infinita nos tribunais americanos recentemente chegou ao fim. Ambas as companhias entraram em comum acordo e deixaram o caso todo para trás. As empresas não revelaram os termos do trato, embora seus representantes informem que ele “representa um crescente diálogo colaborativo”.

Especialistas acreditam que o novo sistema de aluguéis de filmes no YouTube e as novas leis de proteção de conteúdo tenham influenciado na decisão, uma vez que a Google estaria proibida de contribuir com a pirataria e distribuiria apenas conteúdo legal. Mas há também quem diga que a Viacom resolveu desistir de esperar por uma compensação após tantos anos.

Cupons de desconto TecMundo: