Nikesh Arora, o executivo da Google que deu a sua opinião sobre a compra do WhatsApp. (Fonte da imagem: Reprodução/Wikimedia Commons)

Uma das últimas notícias relacionadas ao mercado de tecnologia que chamou a atenção de muita gente ao redor do mundo foi a compra do software WhatsApp pelo Facebook. Ao clicar aqui, você pode conferir mais detalhes dessa aquisição, sendo que ela custou US$ 19 bilhões aos bolsos da rede social (algo em torno de R$ 43 bilhões).

Acontece que a Google também estava tentando comprar o aplicativo de mensagens, concorrendo com o Facebook neste negócio. No entanto, a oferta de US$ 19 bilhões foi a “ganhadora” e agora o WhatsApp faz parte da estrutura da rede social mais famosa em todo o mundo.

Um pouco de polêmica...

A novidade sobre essa situação é o simples fato de que o chefe de negócios da Google, Nikesh Arora, botou para fora um pouco da frustração por ter perdido essa compra — que, aparentemente, era tida como algo relativamente importante. Dessa maneira, o executivo simplesmente disse que o preço pago pelo Facebook é exorbitante.

Arora completou dizendo: “US$ 500 milhões por pessoa? Esse é um bom uso para o nosso dinheiro?”. Apesar de arredondar o preço que cada funcionário do WhatsApp teve — cada uma das 55 pessoas custou US$ 345 milhões —, o executivo da Google deixou indicado de maneira implícita que o Facebook talvez não tenha sido muito inteligente nesta compra.

Essas informações foram divulgadas pelo pessoal do The Wall Street Journal, sendo que eles também afirmaram que a Google tentou comprar o WhatsApp há alguns anos e voltaram a entrar em contato com os responsáveis pelo aplicativo recentemente

Clique aqui para conferir um infográfico com todos os detalhes sobre a compra do Whatsapp pelo Facebook.

Cupons de desconto TecMundo: