A nova atualização do Google Docs é focada em três grandes áreas: edição de textos, criação de tabelas e desenhos esquemáticos. As mudanças relacionadas ao editor de textos são reflexo direto de características do Google Wave que se mostraram interessantes ao aplicativo - por exemplo, edição em tempo real.

Editor de textos

As novidades referentes ao editor de textos são, basicamente, quatro: régua com marcações nas laterais do documento, imagens com maior liberdade de posicionamento, correção ortográfica durante a digitação (somente em inglês, a princípio) e um novo sistema de comentários.

Com a régua agora você organiza melhor o modo como o texto é mostrado e ajusta as margens para melhor imprimir as páginas dos documentos. Para mover as imagens inseridas, basta selecioná-las e arrastá-las para onde você quiser no texto (esquerda, centro ou direita).

A edição colaborativa em tempo real suporta até 50 pessoas num mesmo documento. As alterações realizadas por cada uma recebem cores diferentes e são exibidas conforme a pessoa digita. Ou seja, não é mais necessário ter medo de editar o mesmo que outro colaborador já editou - dessa forma, a edição fica bem mais rápida e eficiente.

Antes dessa novidade, cada pessoa alterava o documento e o salvava, isto é, somente descobria o que os outros colaboradores mudaram no texto depois. Portanto, o número de confusões e correções repetidas tendia a ser grande. Todavia, agora isso é coisa do passado! Já o novo sistema de comentários permite mais liberdade e maior organização, pois funciona de maneira semelhante às imagens: você digita e arrasta para onde quiser dentro do texto.

As tabelas

O editor de tabelas promete grande velocidade após a atualização. Contudo, os três principais destaques - sem mencionar a edição em tempo real também presente aqui - ficam por conta das colunas arrastáveis, do recurso “autocompletar células” e da barra de edição de fórmulas das células.

A novidade das colunas permite que você organize a ordenação delas simplesmente arrastando-as para esquerda ou direita. O segundo recurso funciona assim: caso você comece a digitar algo já existente numa célula, aparece a opção de copiar esse conteúdo. Enfim, antes da barra de edição de fórmulas, o usuário precisava procurar no menu de contexto pela opção para editar fórmulas. Agora, basta clicar sobre ela e alterá-la na barra.

Editor de desenhos complexos

Esta grande novidade do Google Docs não possibilita a aplicação de efeitos às imagens - algo esperado de um editor de imagens. Ele possui um conjunto de ferramentas básicas, no entanto, elas servem para criar diagramas organizacionais. Em outras palavras, não espere poder desenhar à vontade, mas sim criar organogramas, fluxogramas e documentos afins.

Exemplo aleatório

O editor em questão pode ser descrito como “editor de gráficos vetoriais”. “Vetor” nada mais é do que uma flecha (grosso modo), ou seja, com ele você cria gráficos cheios de flechas apontando de uma informação para a outra.

Assim como nos editores de textos e planilhas, o de imagens também garante o acesso simultâneo a 50 colaboradores, cada qual com sua cor representativa nas alterações realizadas. Os diagramas podem ser salvos nos formatos PNG, JPG, SVG e PDF. Apesar disso, este editor funciona nativamente somente no Firefox, Safari e Chrome (para usá-lo no Internet Explorer, instale a extensão Chrome Frame).

Diferente do que aconteceu quando o Google recebeu novas opções de pesquisa, esta atualização do Google Docs garante o acesso a todas as novas funções do serviço, independente do idioma em que você o utiliza. Caso você não tenha encontrado onde criar um novo desenho, clique em "Criar novo" e selecione "Desenho".

Menu

A partir daí, defina qual desenho inserir e mãos à obra!

O que você achou desta grande atualização do Google Docs? Será que ele consegue derrubar o Microsoft Office? Comente!

Cupons de desconto TecMundo: