Os provedores de conteúdo franceses e a Google já estão se desentendendo faz um tempo, tudo por conta da atitude da empresa de não dividir a sua receita de publicidade com esses veículos. Por conta disso, o governo da França tem um projeto de lei que obrigará a Gigante de Mountain View a pagar por cada site que for indexado em buscas futuras.

Segundo o presidente da França, François Hollande, o governo prefere que os dois lados cheguem a um acordo. Contudo, a Google já se posicionou contra essa atitude, alegando que vai tirar as páginas francesas do seu motor de busca caso a lei realmente seja aprovada.

Apesar das atitudes radicais de ambos os lados, não há previsão para que a disputa termine — e também não há nenhum indicativo mostrando se o final vai ser amigável ou não. Além disso, o governo francês não deu nenhuma previsão para que a lei comece a entrar em vigor.

Mas qual é essa briga mesmo?

Os veículos de informação franceses alegam que os anúncios da Google direcionados aos seus leitores só funcionam porque os seus sites existem. Dessa maneira, a empresa norte-americana deveria repartir os seus lucros provenientes de publicidade com estes sites.

Em contrapartida, a Google alega que ela já é benéfica para estes veículos, pois ela redireciona cerca de quatro bilhões de cliques por mês para essas páginas. Dessa maneira, ela não enxerga motivos para que a receita seja compartilhada.

Ou seja, no fim das contas, é tudo uma questão de ponto de vista. Por conta disso, o Tecmundo quer saber: de qual lado você está?

Fonte: The Wall Street Journal

Cupons de desconto TecMundo: