Ela pode mudar de dono. De novo. (Fonte da imagem: Reprodução/Motorola)

Não faz nem dois meses que uma das grandes aquisições da indústria de eletrônicos atual foi aprovada, mas ela já pode ter uma reviravolta radical. De acordo como um colunista do The Wall Street Journal, depois de comprar a Motorola Mobility por US$ 12,5 bilhões, a Google pode se desfazer de toda a divisão de hardware de sua mais nova empresa.

O caso é o seguinte: a Google ainda não saberia o que fazer com os quase 20 mil empregados da Motorola, que está espalhada por mais de 90 países. Como o objetivo inicial era apenas tomar posse das patentes da companhia absorvida (e não focar na produção em massa de aparelhos), toda a divisão de desenvolvimento e fabricação de tablets e celulares pode não ser aproveitada como deveria.

O rumor ainda seria reforçado por duas atitudes recentes: o “firewall” entre Android e Motorola e a suposta troca do CEO da companhia por um executivo de Mountain View. A chinesa Huawei já estaria em negociações para levar toda a área de hardware – e o valor da venda seria “alto”, segundo o jornal, que não teve acesso a valores. Por enquanto, nenhum dos lados envolvidos comentou o assunto.

Cupons de desconto TecMundo: