Muitos devem se lembrar de que, alguns meses atrás, a Google fez uma parceria com o Serviço Nacional de Saúde (NHS) do Reino Unido para usar sua inteligência artificial DeepMind na detecção de doenças. Infelizmente, embora esse fosse um trabalho cheio de potencial, parece que ambas encontraram um enorme obstáculo pelo caminho: o órgão de privacidade do país definiu que a parceria entre elas era ilegal.

O motivo para tudo isso? Uma tecnicalidade, acredite se quiser.

Em resumo, a falha ocorreu por parte da NHS, que teria compartilhado 1,6 milhão de registros de pacientes para a IA. O problema é que, pela lei, os pacientes supostamente consentem compartilhar seus dados para propósitos de seu tratamento direto; no entanto, o uso desses dados pelo DeepMind era criar um software capaz de ajudar pacientes futuros.

Problema resolvido, por enquanto

Com isso, o Fundo NHS concordou em mudar a maneira como compartilha seus dados, enquanto o órgão de privacidade afirmou em seu anúncio não ver motivos para que um conflito como esses ocorra. “Eu tenho total confiança de que o Fundo pode atender as mudanças que nós pedimos e ainda continuar nosso valioso trabalho”, afirmou Elizabeth Denham.

Vamos torcer que, com isso, ambas as companhias consigam se acertar e trabalhar corretamente para tornar seus projetos realidade.

Cupons de desconto TecMundo: