Quando surgiu nos Estados Unidos, em 2009, o Google Voice queria concorrer com o Skype no setor de serviços de voz por IP com o mote “um número para a vida”: independente de onde você estivesse ou qual aparelho usasse, poderia ter à mão uma ferramenta para telefonar, enviar mensagens escritas e receber recados de voz — além de realizar chamadas interurbanas mais baratas. Ao longo do tempo, o projeto caiu em desuso e até foi deixado de lado pela companhia de Mountain View. Bem, isso mudou nesta semana, com o anúncio de uma grande atualização para todas as versões — Android, iOS e web.

A companhia finalmente trouxe para a plataforma o chamado Material Design, o guia de desenhos mais limpos, movimentos suaves e interação inteligente que está em todos os seus produtos. A caixa de entrada possui agora seções distintas para textos, ligações e voicemails. As conversas vigentes seguem em um só tópico, para facilitar o acesso aos contatos mais recentes.

Entre as novidades também estão o suporte ao envio de conteúdo multimídia MMS em grupo e transcrição do material para espanhol. A empresa promete disponibilizar em breve mais recursos para os apps e aos poucos deve posicionar o Hangouts com mais frequência em ambientes corporativos.

Os brasileiros ainda devem demorar um pouco para experimentar o repaginado Google Voice. O programa ainda não está disponível por aqui, nem na versão web e muito menos na App Store ou na Play Store, e não há previsão de chegada.

Cupons de desconto TecMundo: