União Europeia quer acabar com práticas 'anticompetitivas' da Google

1 min de leitura
Imagem de: União Europeia quer acabar com práticas 'anticompetitivas' da Google
Avatar do autor

Reguladores de antitruste da União Europeia preencher uma queixa de 150 páginas criticando as práticas locais da Google. De acordo com o reguladores, a companhia precisa parar de pagar incentivos financeiros aos fabricantes de dispositivos em troca da instalação exclusiva do Google Search.

Caso não saiba, as leis antitruste existem para restringir e opor à formação de cartéis e combinações monopolísticas. No caso, a comissão europeia acredita que a Google está usando a própria posição dominante no mercado para bloquear o crescimento de outras empresas. Como notou o The Next Web, o documento também fazer com que a Google pare de oferecer descontos para fabricantes que instalarem a Google Play Store junto com o Search.

A Microsoft já pagou mais de R$ 1 bilhão para a comissão

Com a queixa entregue, se a Google não cumprir com as determinações ela deverá ter que pagar uma multa alta. "Será em um nível suficiente para garantir uma dissuasão", comentou a comissão europeia.
Valores não foram citados, mas a multa deve incluir o lucro gerado por AdWords, buscas no Google Search, compras da PlayStore e anúncios dentro de aplicativos.

Essa também não é a primeira vez que a comissão vai atrás de grandes companhias por práticas anticompetitivas: em 2004, ela ordenou que a Microsoft pagasse 497 milhões de euros (R$ 1,7 bilhão) por lançar uma versão do sistema operacional Windows sem o Windows Media Player.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
União Europeia quer acabar com práticas 'anticompetitivas' da Google