A decisão de oferecer uma série de aplicativos pré-instalados no Android está custando caro para a Google na Rússia. O governo local decidiu aplicar uma multa de US$ 6,75 milhões (aproximadamente R$ 21 milhões) após a companhia exigir que fabricantes oferecessem obrigatoriamente alguns apps em seus aparelhos.

A decisão não deve custar muito à Google, que, segundo o ReCode, é capaz de acumular esse valor em menos de uma hora. No entanto, ela serve como prova da resistência crescente que as atividades da companhia estão encontrando na Europa, que tem leis antitruste bastante severas.

A companhia enfrenta problemas semelhantes com a União Europeia, que acusa a companhia de obter uma posição favorável no mercado ao obrigar fabricantes a pré-instalar seus serviços em smartphones Android. O mercado russo é especialmente interessante nesse sentido pela existência da Yandex, organização que domina 60% do mercado de busca local e está preocupada com a perda de espaço no segmento mobile.

A FSA, entidade russa responsável pela fiscalização de empresas de tecnologia, tem entre seus alvos a Google e a Apple. Atualmente, a entidade investiga um suposto esquema de fixação de preços do iPhone 6s e do iPhone 6s Plus — ela acusa a fabricante e 16 revendedores de manter fixos os valores dos produtos durante muito tempo, o que pode indicar que houve um acordo entre as empresas para que isso acontecesse (algo considerado ilegal pela lei do país).

Cupons de desconto TecMundo: