O buscador Google está colocando em prática algo que já vinha sido pensado há algum tempo: um sistema mais inteligente. Nós já havíamos contado que o motor estava sendo reformulado para entender melhor os usuários; agora, o sistema de “gráficos de conhecimento” (como vem sendo chamado) está sendo aplicado aos poucos e, em poucas semanas, deve estar disponível para todos.

A principal diferença entre o atual sistema e o novo formato do Google está no fato de o buscador não realizar mais pesquisas apenas pelas palavras-chave. Além delas, é realizada uma varredura mais profunda em busca de termos interligados, que será somada aos resultados de relevância. Segundo alguns dos responsáveis pelo projeto, isso pode ser chamado de “Universo de Coisas”, pois vai muito além das páginas da web.

Espera-se que o novo Google seja muito mais parecido com o que oferece o Wolfram Alpha. Por essa razão, é provável que, ao digitar no Google a pergunta “Qual é o peixe que pode inflar e tem veneno?”, você obtenha respostas mais concretas sobre o “baiacu” e suas características, não apenas links encontrados por palavras-chave.

Fonte: Google Inside Search

Cupons de desconto TecMundo: