O novo sistema de classificação indicativa dos aplicativos para Android parou de ser somente um teste. A exigência da empresa para que a idade mínima recomendada para baixar certos apps (ou um conselho sobre o público-alvo do app) seja disponibilizada na página de download aos poucos começa a ser aplicada de forma profissional.

A partir de agora, todos os desenvolvedores precisam preencher um questionário antes de enviar o app para a Google Play. As respostas servem para que o órgão regulador de classificação indicativa daquela região (o ClassInd é o responspavel pelo Brasil) insira o ícone relativo.

Caso o país em questão não seja coberto por um desses órgãos, a própria Google Play disponibilizará uma classificação genérica. No caso do Brasil, a lista é formada por ícones em forma de quadrados coloridos com a idade mínima recomendada.

O sistema Classificação Indicativa, válido no Brasil e usado em programas de televisão, por exemplo.

A visualização em alguns países já está valendo em fase de testes há algum tempo, tanto para a versão mobile da Google Play quanto para o site da loja virtual. A partir de agora, quem não preencher o questionário corre o risco de ter o aplicativo bloqueado em determinados territórios.

Cupons de desconto TecMundo: