Muitas cidades brasileiras já contam com o Google Street View — aquele recurso no Google Maps, que permite a visualização de ruas em 360 graus. Este sistema também foi levado para parques e outros locais fechados, graças a uma série de parcerias que a empresa de Mountain View estabeleceu nos últimos anos. Mas a captura nesse caso é igual à das ruas?

A resposta é "não". Enquanto as avenidas das cidades são capturadas com carros equipados com as câmeras especiais, em locais fechados isso acontece com a ajuda das Trekkers — câmeras de 360 graus que são instaladas em mochilas especialmete preparadas para isso. E como será que é trabalhar carregando essa mochila durante as capturas do Google Street View?

O New Yorker entrevistou Sam Baumel, responsável pelas capturas no Rio Hudson (Estados Unidos) para mostrar o que ele pensou desse trabalho. Na publicação, ele conta um pouco de como foi participar do projeto, mas não entra em muitos detalhes acerca das atividades realizadas. Uma das revelações foi sobre o peso da Trekker: cerca de 20 quilos nas costas.

Ele também conta que a operação das câmeras é completamente feita por meio de um smartphone Android, mas não revela o aparelho utilizado. Por fim, Baumel revela como se sente ao trabalhar com as capturas: "Eu me sinto grato por ser parte da história da cartografia!". E ele disse isso carregando quase 20 quilos em uma mochila de captura...

Cupons de desconto TecMundo: