Quem está acompanha a cobertura do TecMundo sobre tudo o que rolou na Google I/O deste ano – que você pode conferir clicando aqui – sabe que a empresa apresentou algumas novidades interessantes sobre o Google Maps. Além de aproveitar a conferência internacional para anunciar recursos offline para a plataforma de mapas, a gigante das buscas deu mais detalhes sobre o presente e o futuro da ferramenta aqui no Brasil.

Durante o Google I/O Extended, em São Paulo, a empresa de Mountain View trouxe Gabriel Carvalho, engenheiro de vendas do Google Maps for Work, para falar um pouco mais sobre o impacto dos mapas. Segundo ele, as pessoas, desenvolvedores e empresas hoje passaram a pensar mais no fator localização e a usar as informações disponibilizadas pela plataforma de gigante das buscas não apenas de forma casual, mas para tomar decisões importantes.

Carvalho afirmou que 30% de todas as buscas feitas no Google Search atualmente tratam de questões de localização ou de referências geográficas. Entre todos os internautas do mundo, 41% são usuários diretos do Google Maps, mas o número pode ser ainda maior se consideramos a utilização dentro de outros serviços.

Brasil na mira da Google

De acordo com o engenheiro, o objetivo da empresa para este ano é melhorar ainda mais a sua base, principalmente no Brasil e no México. Essa notícia é especialmente animadora quando consideramos o que foi revelado na apresentação internacional, já que pode significar que os recursos offline do Google Maps podem não demorar muito para aparecer por aqui.

Por fim, Carvalho ressaltou que a plataforma de mapas já possui muitas utilidades práticas e de negócios, ajudando lojas a se destacarem, permitindo a otimização de rotas para reduzir custos operacionais e acelerando a tomada de decisões a respeito de frotas de veículos, entre outras coisas. Segundo ele, as possibilidades só tendem a crescer com a aplicação de conceitos da Internet das Coisas, e a API aberta do Google Maps facilita todo esse processo.

Cupons de desconto TecMundo: