Ao que parece, a Google já tem planos para que a próxima versão da sua assistente de voz para o lar seja ainda melhor que a atual e ofereça mais recursos que o seu principal concorrente, o Amazon Echo. Isso porque, segundo rumores recentes, a nova geração do Google Home pode trazer em suas entranhas um roteador WiFi integrado – eliminando qualquer necessidade de recorrer a soluções de terceiros.

Uma fonte ligada à indústria revelou ao site Information que essa mudança, na verdade, retoma uma empreitada antiga da empresa. Tudo indica que, antes de colocar a edição final do Google WiFi no mercado – o roteador oficial da marca –, o equipamento possuía um microfone e caixas de som para interações simples com o usuário. Na época, porém, para evitar confusão com o vindouro Home, os componentes acabaram sendo limados do kit.

O Google Wifi quase foi uma versão miniatura do Home

Como ambos os dispositivos têm suporte a recursos semelhantes e fazem parte do mesmo ecossistema, então, até que faz sentido que a dupla seja unida em um único equipamento. O informante do portal de notícias indica que a estratégia da Google envolve até oferecer benefícios para quem já tem internet sem fio em casa, já que o novo aparelho permitiria cobrir regiões em que o sinal do WiFi não é tão forte dentro do imóvel – assumindo um papel de repetidor ou segundo hotspot.

Nada sobre esse Google Home 2.0 é garantido

Ainda assim, nada sobre esse Google Home 2.0 é garantido, já que dados como data de lançamento e preço nem foram colocadas sobre a mesa. É de se imaginar, no entanto, que o gadget custe pelo menos um pouco mais que a sua edição original. O problema com isso é: será que os consumidores estariam dispostos a pagar mais por um “dois em um” ou o aumento de preço pode acabar atrapalhando a assistente pessoal da marca em sua disputa de mercado com a Amazon? Deixe a sua opinião sobre o tema mais abaixo, na seção de comentários.

Cupons de desconto TecMundo: