Já faz tempo que a Google está ameaçando colocar um fim no Adobe Flash. Como você já deve saber, o navegador Chrome vai começar a bloquear os plugins em Flash na web, mas as datas para isso acontecer ainda eram um mistério para todos.

Agora, a desenvolvedora postou um texto em seu blog oficial para dar mais alguns parâmetros sobre o sistema. A partir de setembro, a versão 53 do Chrome vai começar a bloquear os conteúdos Flash não prioritários nos websites — algo similar ao que aconteceu na versão 42, com a chegada do click-to-play.

Já em dezembro, o Chrome 55 vai fazer algo maior. Na ocasião, o Adobe Flash vai ser trocado pelo HTML5 como plugin padrão para todas as ferramentas carregadas em páginas da internet. Somente sites que rodam exclusivamente em Flash vão continuar com o suporte ativo — ou seja, ainda há um respiro para os desenvolvedores.

Nas palavras de Anthony LaForge (Curador do Flash o Chrome): "O Flash ajudou a internet a ficar rica e ter uma experiência dinâmica (...). Nós continuamos a trabalhar com a Adobe para garantir que a experiência web de todos seja tão segura quanto possível e para ajudar na transição para o HTML5.".

Você acha que o Flash vai fazer falta quando for totalmente deixado de lado?

Cupons de desconto TecMundo: