A Google já ostentava a liderança do mercado de navegadores de 2016, tendo ultrapassado definitivamente o Internet Explorer, que ficou no topo do pódio por anos consecutivos. Só que os números de abril de 2016 mostram que a vitória foi ainda mais pesada: segundo o Net Applications, nem mesmo somados os dois navegadores da Microsoft agora alcançam o número de usuários do Chrome.

É isso mesmo: de acordo com a base de dados, Internet Explorer e Microsoft Edge não param de perder adeptos, e mesmo juntos agora não chegam ao mercado do Google Chrome. Esse é o quinto mês consecutivo em que a Microsoft cai mais de 1% no ranking (sendo que de março para abril de 2016 a queda foi de 2%), terminando o mês passado com 41,4% do mercado. Já o Chrome subiu 2,6% e fechou a pesquisa com 41,7%.

Confira o gráfico:

A soma dos produtos Microsoft (em vermelho) foi ultrapassada pelo Chrome

A mesa pode virar de novo?

Bem atrás no mercado, o Mozilla Firefox caiu para 9,8%. Bem mais embaixo, Safari e Opera terminaram o período com 4,9% e 1,9%, respectivamente.

A previsão da Net Applications era de que a ultrapassagem só aconteceria no final de maio. A queda ficou bem evidente desde o final de 2014, quando versões antigas do IE não receberam mais atualizações de segurança. Assim, em um ano e meio, a Microsoft perdeu 17,1% da fatia de mercado. Com o ainda recente Microsoft Edge e algumas novidades, como a assistente pessoal Cortana e o Windows Ink, a ideia é tentar recuperar o posto.

O TecMundo fez uma avaliação completa sobre qual seria o melhor navegador de 2016. Clique aqui e confira os testes.

Qual é o melhor navegador para usar no Windows 10? Comente no Fórum do TecMundo

Cupons de desconto TecMundo: