Conhecido por sua dívida multimilionária, o Clube de Regatas do Flamengo entrou na Justiça por ter levado um calote. A Electronic Arts não teria pago uma taxa de uso da marca do clube carioca referente a um contrato firmado em 2011 para o game FIFA e outros produtos de “entretenimento eletrônico”. Segundo apurou a reportagem do ESPN Brasil, o processo teve início no fim da semana passada e exige o pagamento com correções e juros.

O clube teria afirmado no processo que a EA não teria pago os R$ 45 mil referentes ao contrato em questão desde 2011, quando a empresa deveria ter feito uma transferência bancária em parcela única nesse valor. Como nada foi recebido, o Flamengo agora cobra R$ 85,8 mil da produtora, contando correção do IGP-M e juros de 1% ao mês.

EA ainda não foi notificada sobre o caso e, por isso, não tem interesse em se pronunciar

Esse processo corre em segredo de Justiça porque o contrato teria cláusulas sigilosas. Por isso, não há mais detalhes sobre o pedido nem informações sobre as possibilidades de pagamento. Ao que parece, a EA ainda não foi notificada sobre o caso e, por isso, não tem interesse em se pronunciar, assim como os responsáveis jurídicos do Flamengo, que recusaram comentários à ESPN.

No ano passado, o clube carioca e outros times brasileiros firmaram contratos de exclusividade com a produtora do PES e, por isso, não estão mais no FIFA 16. Ao que parece, isso deve se repetir na versão 17 do game da EA.

Cupons de desconto TecMundo: