A Foxconn deve investir cerca de US$ 2,6 bilhões em uma nova fábrica de displays que está sendo montada em Taiwan. Toda a capacidade de produção do lugar será direcionada a um único cliente. Não há confirmações oficiais sobre qual seria esse cliente, mas há rumores de que Apple seria a empresa por traz desse acordo de exclusividade.

Isso porque a Maçã não apenas seria capaz de absorver toda a produção dessa planta da Foxconn, mas também porque a empresa de Cupertino costuma sempre pedir contratos de exclusividade com suas fornecedoras. A Foxconn, até o momento, teria resistido à ideia de dar toda a sua capacidade produtiva para um só cliente, mas parece que alguma coisa mudou.

Confirmação oficial sobre a construção

As informações sobre a construção da nova fábrica em Taiwan são oficiais, confirmadas à Bloomberg por Sophia Cheng, relações públicas da Innolux Corp., a unidade da Foxconn par displays. De acordo com ela, os planos são de contratar algo em torno de 2,3 mil pessoas para a nova planta e começar a produção em massa até o fim de 2015. Os US$ 2,6 bilhões devem ser investidos em um período de até dois anos.

Não há informações sobre a possibilidade de essa fábrica estar sendo construída para a produção de algum tipo específico de telas, mas contratos de exclusividade normalmente são feitos para proteger algum segredo industrial ou para garantir um fluxo constante de componentes. Se a Apple realmente estiver envolvida nesse assunto, é possível que a empresa esteja planejando alguma novidade para as telas de seus gadgets para 2016. Isso, entretanto, não passa de especulação.

Cupons de desconto TecMundo: