Em uma mensagem publicada em seu site, a Ford anunciou que está dando início a um novo programa intitulado Peer-2-Peer Car Sharing. Com ele, proprietários de carros da empresa vão poder alugar seus veículos por curtos períodos de tempo e usar a grana obtida com essa iniciativa nas mensalidades que faltam para quitar dívidas com a companhia. 

Inicialmente, foram convidados 14 mil motoristas de seis cidades dos Estados Unidos (a saber, Berkeley, Oakland, San Francisco, Portland, Chicago e Washington) e mais 12 mil de Londres, na Inglaterra, para participar do programa. Ele estará em estágio de teste até novembro na terra do Tio Sam e a partir de agosto no país do Velho Continente.

Lá fora, Ford Mustang 2015 é um dos carros que pode ser encontrado no programa

Entretanto, não são todos os motoristas que podem participar dessa iniciativa, já que ela contempla apenas aqueles que adquiriram seus veículos por meio do programa de crédito Ford Credit. Também não houve menção de quanto a empresa vai oferecer para os que aderirem a essa ideia. 

“Os consumidores nos disseram que eles estão interessados em compartilhar os custos de seus veículos, e esse programa vai nos ajudar a entender até que ponto isso se estende aos que estão financiando um carro Ford. Como muitos veículos estão estacionados e fora de uso na maior parte do tempo, isso vai nos ajudar a entender o desejo dos consumidores de conseguir uma grana extra e manter seus veículos em uso”, explicou David McClelland, vice-presidente de marketing do Ford Credit.

E como isso funciona? 

Antes de colocar o carro à disposição, aqueles que quiserem participar do programa terão seus veículos avaliados, além de passarem por um processo de aprovação antes de incluírem seus bólidos no Peer-2-Peer Car Sharing. 

Após serem aprovados, seus carros passaram a aparecer em uma lista que estará disponível em dois aplicativos: o Getaround (para aqueles que moram nos Estados Unidos) e o easyCar Club (para os londrinos).

E aí, o que achou da ideia da Ford? Deixe a sua opinião no espaço destinado aos comentários, no final desta notícia.

Cupons de desconto TecMundo: