Uma pesquisa divulgada na última quinta-feira (28) pela NPD mostra que, pela primeira vez na história dos Estados Unidos, fones Bluetooth geraram mais dinheiro que modelos convencionais. Segundo a pesquisa, dispositivos com a tecnologia acumularam 54% do dinheiro movimentado pelo segmento, embora eles só correspondam a 17% das vendas totais.

Enquanto a categoria como um todo aumentou seus lucros em 7% na primeira metade de 2016, o dinheiro gerado por modelos Bluetooth aumentou em 42% no mesmo período. O principal nome da área é a Beats, que é seguida por nomes como LG, Bose, Jaybird e Skullcandy — as duas primeiras, somadas, dominam 65% do mercado.

A venda de fones Bluetooth tende a continuar seu crescimento nos Estados Unidos

Entre os fatores que ajudaram no crescimento das vendas está uma redução no preço cobrado por esse tipo de acessório, que diminuiu em média 5% nos seis primeiros meses deste ano. Além disso, houve um aumento de 30% na quantidade de produtos com preços de até US$ 50 no período analisado pela NPD.

“Promoções e a introdução de novos produtos ajudaram a incentivar o crescimento que estamos vendo nos fones Bluetooth”, afirma Bem Arnold, diretor executivo e analista da indústria para o NPD Group. A previsão é a de que o número de vendas deva aumentar ainda mais caso os rumores de que o iPhone 7 da Apple vai abandonar os conectores convencionais. “Os consumidores já estão abraçando um futuro wireless e, se os rumores de que a entrada de fones vai ser removida do próximo iPhone, esperamos que isso vai continuar a aumentar a participação de mercado da categoria Bluetooth”.

Cupons de desconto TecMundo: